Quinta, 20 Set 2018
Entrada Património Cultural Edificado
Património Cultural Edificado
  1. Biblioteca Municipal

  2. Casa da Cultura de Alijó
    (séc. XVIII, também conhecida por “Casa dos Mansilhas”)

  3. Posto de Turismo
    (antigo Dispensário - S.L.A.T.)

  4. Teatro Auditório Municipal

  5. Igreja Matriz de Alijó (séc. XVII/XVIII)

  6. Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres
    (séc. XIX, conhecida por Nossa Senhora da Cunha)

  7. Capela do Senhor do Andor
    (Este pequeno templo, também designado por Capela da Misericórdia, guarda-se uma pedra com um pequeno texto, mas a atenção vai para a notável talha barroca do séc. XVIII e para a urna de vidro onde se conserva o corpo incorrupto de Frei João Pecador.)

  8. Capela de Santa Ana (Granja) (séc. XVIII/XIX)

  9. Capela de São Domingos (Presandães)

  10. Capela de Santo António (séc. XX, pertencente aos bens da Misericórdia)

  11. Capela de São Domingos (Miradouro da Granja)

  12. Fonte da Gricha (séc. XX)

  13. Pelourinho de Alijó (Do séc. XVI, restaurado no séc. XX. Classificado como Imóvel de Interesse Público pelo Dec. Lei n.º 23122, de 11 de Outubro de1933. Assente em plataforma de 3 degraus, tem base em moldura redonda, fuste cilíndrico liso e capitel de remate esférico.)

  14. Cruzeiro Senhora da Guia (Presandães) (Na povoação de Presandães encontra um interessante cruzeiro de caminho, com características de arquitectura religiosa popular, com representações escultóricas nas duas faces da cruz. Apresentando uma serpente em relevo enrolada ao longo do fuste. Este cruzeiro foi esculpido a partir de um menir proveniente da serra da Burneira.)

  15. Paços do Concelho (Casa brasonada composta por dois corpos, um setecentista e outro oitocentista. Estes dois corpos formam um edifício homogéneo, com fachadas uniformizadas e harmoniosas. Apesar da sua simplicidade, contrastante com a sumptuosidade de algumas construções da época, é um reconhecido exemplar da arquitectura civil da época barroca.)

  16. Castelo de Vilarelho (Castro de grande importância. Grande povoado fortificado com duas linhas de muralhas, situada na faixa sul do planalto de Alijó.)

  17. Mamoa da Burneira (Túmulo megalítico.)

  18. Casa dos Távora (Edifício Brasonado)

  19. O Fontanário de Alijó (Ergue-se no centro histórico da vila, no largo da Igreja Matriz. Construído em granítico, adaptando-se ao desnível do terreno através de vários degraus na base. A sua localização em frente à igreja Matriz, e a sua proximidade com o Plátano constituem o tríptico mais emblemático do concelho.)

  20. Pousada Barão de Forrester (A Pousada de Alijó, como também é designado este empreendimento hoteleiro restruturado e aumentado, foi mandado construir pelo comendador José Rufino, em 1944, que lhe deu o nome do escocês apaixonado pela região duriense o Barão Forrester.)

  21. Solar dos Castros

  22. Antiga Escola Conde ferreira de Alijó/ Edifico da Junta de Freguesia (séc. XIX/XX)